A mesa 03 com o tema Produção Audiovisual durante a Pandemia provoca o debate sobre uma nova realidade que provocou mudanças na rotina criativa e de trabalho no audiovisual. A vida em confinamento provocou mudanças em nosso comportamento, mas o desejo da vida cultural continuou e novos desafios são colocados para a produção audiovisual e a criatividade se torna a maior aliada dos profissionais. Os debates são abertos, acontecerão sempre de 17h às 19h, e contarão com intérpretes de libras. Para quem desejar certificado, é necessária inscrição prévia pelo https://www.sympla.com.br/circuitocineeden

DEBATEDORES:

Ceci Alves – Cineasta negra, que imprime em seu trabalho uma narratividade musical, lidando com questões de militância e protagonismo dos excluídos de uma forma afetiva e política. Tem larga experiência na área de Comunicação, com ênfase em Jornalismo e Cinema, e é reconhecida documentarista e curta-metragista, com premiações no Brasil e exterior. Hoje, comandante en jefe da empresa ¡Candela! Produções Audiovisuais, Ceci Alves é mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal da Bahia – PPGAC/UFBa. Possui graduação em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (1994). Também é especialista em Edição e Montagem pela Escuela Internacional de Cine y TV de San Antonio de los Baños, La Habana, Cuba, com Master 2 em Direção pela École Supérieure d’Audio-Visuel, unidade da Université de Toulouse, Le Mirail, França.

Edson Bastos – Natural de Ipiaú-BA, é sócio-administrador da Voo Audiovisual. É roteirista, produtor e diretor dos curtas “Veras”(2006), “Joelma” (2011), “Cine Éden” (2013), “É proibido menino calçado entrar na escola” (2013) e “Astrogildo e a Astronave” (2016). Também roteirista, produtor e diretor dos longas “A professora de música” (2016), “Dr. Ocride” (2018) e “Cinema de Amor” (2019). Também é curador e idealizador do Festival de Cinema Baiano – FECIBA (2011-2016) e Circuito Cine Éden (2014, 2017 e 2020). No Teatro, em parceria com Fábio Vidal, dirigiu e roteirizou o espetáculo “Joelma”(2013), desencadeado do projeto do curta-metragem homônimo. O espetáculo circulou por mais de 20 cidades brasileiras, além de apresentações na Argentina e Alemanha e teve mais de 20 mil espectadores desde o seu lançamento, em 2013. É mestrando em Cultura e Sociedade pela Pós-Cultura da UFBA, especialista em Audiovisual pela UESC, graduado em Comunicação Social com habilitação em Cinema e Ví­deo pela FTC e integrante do Grupo de Pesquisa: Cultura e Subalternidades “Epistemologias da Subalternidade no Cinema Brasileiro Contemporâneo (Pós-Cultura/IHAC/UFBA). 

Luciana Bobadilha – Formada em Relações Públicas pela Faculdade Cásper Líbero, Guerreira sem Armas e Coach de Propósito de Vida, trabalhou anos com articulação de parcerias e captação de recursos, desenvolveu uma jornada de aprendizagem pela Europa com o foco em empreendedorismo e hoje trabalha como consultora nas áreas de desenvolvimento humano e produção executiva de projetos. É motivada por fazer trabalhos que contribuam com quebra de paradigmas e criação de relações de confiança. Hoje está à frente da superintendência do Instituto Criar, uma OSCIP que tem a missão de formar e inserir jovens em situação de extrema vulnerabilidade nas área do audiovisual e da tecnologia.

Marcelo Ikeda – Professor do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal do Ceará (UFC). Autor dos livros “Cinema de garagem” (com Dellani Lima), “Cinema brasileiro a partir da retomada: aspectos políticos e econômicos” e “O cinema independente brasileiro contemporâneo em 50 filmes”, entre outros. Crítico de cinema filiado à Abraccine, mantém o site cinecasulofilia.com. Foi curador da Mostra do Filme Livre, do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e do Circuito Penedo de Cinema, entre outros. Coordenador geral da Mostra Cinema de Garagem (2012-2014), Mostra Cine Nordeste (2017) e dos cineclubes Cine Caolho (2013-14) e Cine Rebuceteio (2017). Exerceu a Presidência da Câmara Setorial do Audiovisual Cearense (2015-16). 

Produção:

Apoio Institucional:

Apoio Financeiro: